Ir para a capa Entrar em contato
    Buscar por:
    Web
    Camaçari Notícias
Camaçari, 27 de Abril de 2015

Para poder construir a Via Expressa (Camaçari/Lauro de Freitas) a concessionária quer mudar o local da praça e cobrar de mais pessoas o pedágio








NOTA DE FALECIMENTO

23/04/2015 16:51

É com pesar que o Camaçari Notícias comunica o falecimento de Evani Pereira da Silva, 63 anos, morador da Gleba B, em Camaçari.


Evani faleceu de parada cardíaca, nesta quinta-feira (23) e será sepultada na manhã desta sexta-feira (24), às 9h, no cemitério Jardim da Eternidade.




23/04/2015 09:20

Morreu na madrugada desta quinta-feira, aos 65 anos, o diretor da TV Globo Roberto Talma. Ele estava internado desde março no Hospital Samaritano, em Botafogo. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.  Desde 2002, Talma teve mais de uma internação por conta de infarto. A mais recente foi em 2012, quando se submeteu a uma angioplastia. O diretor deixa um filho, Rafael Talma, de seu casamento com a atriz Maria Zilda Bethlem.

 


O jornalista Luís Erlanger e a cantora Preta Gil foram alguns dos que lamentaram a morte de Talma nas redes sociais. Roberto Talma Vieira nasceu no dia 29 de abril de 1949, em São Paulo. Sua família era proprietária de um circo no interior do estado. A mãe era bailarina e o pai trabalhou na televisão e foi coordenador de programação da TV Rio. Começou a carreira profissional aos nove anos, na TV Record paulista, integrando um grupo de sapateado que se apresentava no programa "A grande gincana Kibon". Naquela emissora, conheceu o diretor Nilton Travesso, com quem trabalharia, anos depois, na Globo, na edição dos primeiros videoclipes do "Fantástico".

 


No início da década de 1960, mudou-se com a família para o Rio, onde conheceu Walter Clark, diretor da TV Rio. Por intermédio do executivo, trabalhou durante algum tempo na antiga emissora, passando também pela Excelsior e pela Tupi, até ser contratado pela Globo, em 1969.

 


Talma começou como operador de videoteipe, participando do núcleo de jornalismo da emissora, em telejornais como o "Jornal Nacional", o "Jornal Hoje" e o "Jornal da Globo". Também fez parte da primeira equipe do "Fantástico", em 1973, e editou programas como o "Globo repórter" e, na linha de shows, o "Globo de ouro".

 


Ainda no início da década de 1970, foi transferido para o núcleo de dramaturgia, onde passou a editar e a trabalhar com o diretor Daniel Filho. Em 1972 deixou a emissora por seis meses para trabalhar na TV Tupi, em São Paulo. Seu retorno se deu na novela Selva de Pedra (1972), de Janete Clair, dirigida por Walter Avancini. A parceria entre os dois duraria oito anos, e Talma atuaria como editor, assistente de direção e codiretor. Nesta época, Roberto Talma também codirigiu novelas com Paulo Ubiratan. Em 1975, foi convocado por Walter Avancini para ser o diretor principal de "O grito", de Jorge Andrade.

 


Em 1976, logo depois de dirigir "Saramandaia", de Dias Gomes, voltou a deixar a Globo, para voltar para a Tupi. Durante 11 meses dividiu com Gilberto Motta a direção do programa São Paulo, Túmulo do Samba (1977), espécie de documentário musical escrito por José Ramos Tinhorão, sob a supervisão de Maurício Sherman. O retorno à Globo o levou a ser diretor de shows no "Fantástico", ficando responsável pela produção e direção dos clipes musicais semanalmente apresentados no programa.

 


No final dos anos 1970, transferiu-se para a TV Bandeirantes, onde dirigiu o programa Rosa e Azul, com Débora Duarte e Antônio Marcos. Seis meses depois, convocado por Walter Avancini para dirigir a novela "Pai herói" (1979), de Janete Clair, e "Água viva" (1980), de Gilberto Braga, voltou à Globo. Em ambas ocasiões trabalhou ao lado de Paulo Ubiratan, com quem dividiria a direção de várias novelas de grande sucesso na década de 1980, como "Coração alado" (1980), de Janete Clair; "Baila Comigo" (1981), de Manoel Carlos; e "Jogo da Vida" (1981), de Silvio de Abreu.

 


Roberto Talma e Paulo Ubiratan também foram os responsáveis pela preparação de dois novos diretores da Globo, Guel Arraes e Jorge Fernando, que trabalharam como seus assistentes em novelas como "Sétimo sentido" (1982), de Janete Clair, e "Sol de verão" (1982), de Manoel Carlos. Em 1982, trabalhou novamente na TV Bandeirantes, onde foi produtor de tramas como "Campeão" (1982), de Jaime Camargo e Marcos Caruso; e Braço de Ferro (1983), de Marcos Caruso.

 

 

Voltou para a Globo, em seguida, assumindo o cargo de diretor executivo da Central Globo de Produção. Foi responsável pela criação de seriados como "Armação ilimitada" (1985) e "Tarcísio & Glória" (1989) e das minisséries "Anos dourados" (1986), de Gilberto Braga; Sampa (1989), de Gianfrancesco Guarnieri; "Boca do lixo" (1990), de Silvio de Abreu; e "O sorriso do lagarto" (1991), de Walther Negrão e Geraldo Carneiro.

 


Como diretor executivo, cuidou de novelas como "Brega & chique" (1987) e "Que rei sou eu?" (1989), ambas de Cassiano Gabus Mendes; "Rainha da sucata" (1990), de Silvio de Abreu; e "De corpo e alma" (1992), de Gloria Perez. Na década de 1990, foi responsável por diversos Casos Especiais e episódios do interativo "Você decide" (1992), além do humorístico "Casseta e Planeta, urgente!" (1994) e da criação do seriado infanto-juvenil "Malhação" (1995).

 


Em 1992, dirigiu a novela "Perigosas Peruas", de Carlos Lombardi, na qual também atuou, pela primeira vez, como diretor artístico. No ano seguinte, desempenharia essa função na novela "Renascer", de Benedito Ruy Barbosa.

 


Roberto Talma deixou a Globo em 1995 para se dedicar a projetos pessoais, que incluíam a criação de uma produtora independente. Voltou quatro anos depois, quando assumiu o núcleo de programas infantis da Central Globo de Produção. Cuidou de atrações como "Gente inocente" (1999), "Flora encantada" (1999), "Bambuluá" (2000) e a segunda versão do "Sítio do picapau amarelo" (2001). Sob sua responsabilidade também estiveram diversos programas de outras linhas da emissora, como o "Domingão do Faustão", o "Fantástico" e o programa Linha Direta, criado em 1999.

 


A partir de meados da década de 1980, Roberto Talma passou a dirigir inúmeras atrações especiais da linha de shows da Globo. Comandou o programa em homenagem aos 60 anos do maestro Tom Jobim, Antonio, o Brasileiro (1987), que recebeu o Grande Prêmio na 30ª edição do Festival Internacional do Filme e Televisão de Nova York.

 


Em outubro de 2002, o diretor teve um infarto e foi internado às pressas em uma clínica de Botafogo, no Rio de Janeiro. Não ficou muito tempo afastado da televisão. Menos de dois meses depois, assinava a direção-geral do especial de fim de ano com o cantor Roberto Carlos. No teatro, em 2006, dirigiu as atrizes Maitê Proença e Clarice Derziê na peça "Achadas e perdidas", baseada no livro "Os ossos e a escritura", da própria Maitê Proença.

 


Na Globo, em 2007, o núcleo de produção do diretor Roberto Talma foi responsável por dois programas inicialmente concebidos como especiais de fim de ano, mas que, em seguida, entraram na grade de programação da emissora: Faça Sua História, escrito por João Ubaldo Ribeiro e Geraldo Carneiro, e o sitcom Guerra & Paz, de Carlos Lombardi. Entre outros programas de responsabilidade do núcleo dirigido por Roberto Talma nos últimos anos, estiveram as novelas "Negócio da China" (2008), "Vida alheia" (2010), o remake de "O astro" (2011), "Aquele beijo" (2011).

 

 

Em 2011, Roberto Talma foi o diretor-geral da microssérie "Amor em 4 atos", com quatro episódios inspirados em canções de Chico Buarque. No mesmo ano, assinou, junto com Rafael Dragaud, o roteiro e a direção do especial Ivete, Gil e Caetano.

 


Em 2012, Roberto Talma assumiu a direção de núcleo da novela "Gabriela". O remake, exibido às 23 horas e baseado no livro "Gabriela cravo e canela", homenageou o centenário de nascimento do escritor Jorge Amado. Em 2013, Roberto Talma produziu o filme "Dores de Amores", com direção de Raphael Vieira.










22/04/2015 10:18

É com pesar que o Camaçari Notícias comunica o falecimento de Gilberto de Almeida, de 33 anos, morador do distrito de Barra de Pojuca, em Camaçari.



Gilberto faleceu na segunda-feira (20) e será sepultado na tarde desta quarta-feira (22), no cemitério local do referido distrito.






22/04/2015 09:03

É com pesar que o Camaçari Notícias comunica o falecimento de Cristiana Oliveira Reis, moradora do bairro Phoc II, em Camaçari.

O corpo está sendo velado no Espaço Alternativa em frente a Mills, bairro Camaçari de Dentro, de onde sairá com destino ao Cemitério Jardim da Eternidade às 10h desta quarta-feira (22).

O serviço fúnebre está a cargo da Funerária Alternativa. Telefone: (71) 3621- 2102, de onde foram disponibilizadas as informações desse sepultamento.





20/04/2015 16:15


Intérprete mais famoso do Analista de Bagé, Claudio Cunha morreu nesta segunda-feira em Porto Alegre, onde estava se apresentando com a peça "A casa caiu". O ator, diretor e cineasta de 68 anos passou mal na noite de ontem, chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu a um infarto pela manhã. O velório deve acontecer na próxima terça-feira no Cemitério Gethsêmani, Morumbi, em São Paulo, cidade natal de Claudio.

 


Com uma extensa produção no cinema e no teatro, Claudio dirigiu em 1978 o filme "Amada amante", uma das maiores bilheterias do cinema nacional e, por mais de 30 anos, deu vida ao analista de Bagé nos palcos. O personagem de humor, criado por Luis Fernando Verissimo em 1981 para retratar a personalidade do homem gaúcho, teve a sua primeira montagem no teatro em 1982.

 


Em 1998 "O analista de Bagé" entrou para o "Guinness book" como a peça de maior tempo em cartaz e Claudio foi citado como o ator que por mais tempo interpretou um mesmo papel. Sobre o trabalho, ele dizia ser "um paulista que se vestia de gaúcho pra ganhar a vida".

 


Claudio iniciou a carreira no cinema aos 24 anos, produziu diversos curtas e 13 longas-metragens. Entre os filmes que dirigiu, estão a pornochanchada "Oh! Rebuceteio", de 1984, e "Profissão mulher", de 1982, com Otávio Augusto, Cláudio Marzo e Lady Francisco. Mas foi no teatro que abriu um novo capítulo de sua história, encontrando na comédia uma rica área de atuação.

 


Para Claudio Lisboa, um de seus filhos, a contribuição dele para a cultura foi grande:

- Ele era uma pessoa incrível, um sonhador, um cara que acreditava demais no trabalho dele. Ele tinha uma alegria de fazer as pessoas rirem. Conseguiu se reinventar na profissão virando ator e humorista, depois da experiência dirigindo filmes. Talvez em algum momento tenha se ressentido por não ter recebido sempre todo o retorno que merecia, pelo valor que tinha, mas morreu tendo consciência da importância do seu trabalho e se orgulhava muito.

 

 

Ele levou o teatro para cidades que nunca tinham visto uma peça e morreu como ator mambembe, que viajava para levar a sua arte.  Nos últimos tempos, Claudio estava animado com futuros projetos como o convite para participar da novela "Os dez mandamentos", da Record, e a preparação de um livro de memórias sobre o cinema e o teatro.

 


Claudio Cunha foi casado Simone Carvalho e Edna Velho. Deixa quatro filhos e uma neta.







18/04/2015 08:27

A missa será realizada dia 18/04/2015 na capela São Francisco de Assis, no bairro da Bomba às 19h. Rua do rosário - Bairro do Natal.


“Ainda sabendo que a morte vem de Deus quando nós não a provocarmos, não podemos, por enquanto na Terra, receber a morte com alegria. Porque ninguém recebe um adeus com felicidade, mas podemos receber a separação com fé em Deus, entendendo que um dia nos reencontraremos todos numa vida maior e essa esperança deve aquecer-nos o coração.”





15/04/2015 11:25

O desenhista Herb Trimpe, coautor do personagem Wolverine, da Marvel, e conhecido por seus trabalhos nas histórias em quadrinhos do Incrível Hulk", morreu aos 75 anos, informou nesta terça-feira (14) seu primo, Glen Baisley, pelo Facebook.

 


Ele morreu na noite da segunda-feira (13) inesperadamente, segundo o testemunho de Baisley, que tinha passado o fim de semana com Trimpe, que o desenhista passou dando entrevistas e se reunindo com fãs.

 


"Ele foi uma lenda na indústria, o primeiro artista a desenhar Wolverine para sua publicação ("O Incrível Hulk" número 181) e de seu lápis saíram alguns dos personagens mais icônicos dos quadrinhos", declarou Baisley, que preparava um documentário sobre Trimpe. Trimpe se dedicou à saga "O Incrível Hulk" entre 1968 e 1975.

 


O editor-chefe da Marvel, Alex Alonso, afirmou que as "histórias em quadrinhos perderam um gigante" com a morte de Trimpe, "que assentou as bases do personagem de Hulk como se conhece hoje em dia", publicou o "Hollywood Reporter".

 


Em 1990, Trimpe foi despedido de Marvel após 29 anos na empresa, vítima de uma mudança geracional dentro da companhia e terminou trabalhando como professor de arte em um colégio. Em 2008 ele voltou a Marvel para um trabalho pontual em uma história de Hulk.






14/04/2015 14:20

O cantor americano de soul e R&B Percy Sledge, famoso por interpretar a canção "When a man loves a woman", morreu aos 73 anos, segundo o site da BBC. Segundo a ABC News, o cantor estava lutando há vários anos contra um câncer de fígado.

 


Steve Green, da agência de talentos Artists International Management Inc, confirmou à BBC que Sledge morreu em sua casa em Baton Rouge, em Luisiana, Estados Unidos, na manhã desta terça-feira (14). "Ele era uma pessoa fantástica e você não encontra isso facilmente nesse meio", disse Green.

 


Nascido em 25 de novembro de 1941, em Leighton, Alabama, Percy Sledge trabalhou como enfermeiro no início da década de 1960, antes de se tornar músico, e integrava o Hall da Fama do Rock and Roll desde 2005.

 


Composta por Calvin Lewis e Andrew Wright em 1966, "When a man loves a woman" foi o single de estreia de Sledge em sua carreira musical. A balada, que dominou as paradas de sucesso por várias semanas, ocupa a 53ª posição da lista das 500 maiores canções de todos os tempos da revista Rolling Stone.

 


Segundo a revista, Sledge havia acabado de perder o emprego e sua namorada na época que gravou o sucesso. "Eu não tinha dinheiro para viver, e não podia fazer nada para reconquistá-la", lembrou-se em uma ocasião.

 


Ele improvisou a melodia e a letra antes de dar crédito a seus colegas do pequeno grupo ao qual pertencia e que o ajudou nos arranjos da música. Em 1991, a canção foi regravada por Michael Bolton.

 


"Warm and tender love", "It tears me up" e "Take time to know her" são outros sucessos cantados por Sledge.






14/04/2015 09:56

É com pesar que o Camaçari Notícias comunica o falecimento de Josê Cândido dos Santos, 92 anos, morador do bairro Gleba A, em Camaçari.

 

O corpo está sendo velado no Espaço Alternativa em frente a Mills, bairro Camaçari de Dentro, de onde sairá com destino ao Cemitério Jardim da Eternidade às 10h desta terça-feira (14).


O serviço fúnebre está a cargo da Funerária Alternativa. Telefone: (71) 3621- 2102, de onde foram disponibilizadas as informações desse sepultamento.





13/04/2015 10:25

Nesta segunda-feira (13), o escritor Eduardo Galeano morreu aos 74 anos, em Montevidéu, no Uruguai, de acordo com o Huffington Post. A notícia foi confirmada pela Radio Nacional de España. O escritor uruguaio estava internado em um hospital na capital uruguaia desde a última sexta-feira (10) devido a complicações de um câncer de pulmão.


Galeano é autor da obra "As veias abertas da América Latina", em que denunciou a opressão e amargura do continente e que foi traduzido para dezenas de idiomas. Sua trilogia "Memória do fogo" recebeu em 1989 o American Book Award.





10/04/2015 09:39

É com pesar que o Camaçari Notícias comunica o falecimento de Joilton Souza dos Santos, conhecido como ‘Jô’, de 48 anos, êx morador do bairro da Gleba B, que atualmente residia no distrito de Arembepe. Ele deixa esposa e três filhos.


O velório acontecerá no salão do cemitério Jardim da Eternidade, no bairro Gleba H. onde o sepultamento está marcado para  acontecer às 14h desta sexta-feira (10).


O serviço fúnebre está a cargo da Funerária Almeida, localizada à Rua dos Cometas, nº 03, bairro Alto da Cruz. Telefones de Contato: 71 – 8623 6620 ou 8194 3398 ou 3644 1273 de onde foram disponibilizadas as informações desse funeral.





04/04/2015 11:55

É com pesar que o Camaçari Notícias e a congregação das Testemunhas de Jeová comunica o falecimento de Safira Batista Cerqueira, mais conhecida como irmã Safira, moradora do bairro 2 de Julho.


O corpo está sendo velado no Salão do Reino do bairro 2 de Julho, de onde sairá com destino ao Cemitério Jardim da Eternidade, localizado na Gleba H às 16h deste sábado (04).


Irmã Safira faleceu aos 88 anos.




02/04/2015 10:25

O cineasta português Manoel de Oliveira morreu na manhã desta quinta-feira, aos 106 anos, em sua casa no Porto. Em noventa anos de uma premiada carreira, ele produziu mais de 30 longas-metragem, mantendo uma média de um filme por ano desde 1985.

 


"Se penso em parar? Se paro de filmar, me aborreço e morro. Tenho na cabeça um monte de projetos. Mas agora não sei se a vida vai me dar tempo de fazê-los.", disse o cineasta que lançou seu último filme, "O Velho do Restelo", no Festival de Veneza em 2 de setembro de 2014, poucos meses antes dele completar 106 anos de idade.

 


Oliveira nasceu a 11 de dezembro de 1908, em uma família rica no Porto — seu pai possuía, entre outras, uma fábrica de lâmpadas, a primeira de Portugal. Estudou em colégio jesuíta, mas era mau aluno. Gostava mais dos esportes, mas ali começou a se interessar também por cinema e decidiu que essa seria sua carreira.

 


Nos anos 1920, fez sua primeira aparição na tela como ator no filme "Os lobos" (1923), de Rino Lupo, um cineasta italiano que havia se mudado para Portugal. Oliveira seguiria atuando mesmo depois de se tornar diretor. Ele é um dos protagonistas do segundo filme falado feito em Portugual, "A canção de Lisboa" (1933), de Cottinelli Telmo.






01/04/2015 17:10

Cynthia Lennon, primeira esposa do ex-Beatle John Lennon, morreu aos 75 anos nesta quarta-feira (1º). Cynthia morava na cidade de Mallorca, na Espanha, onde faleceu após uma breve luta contra o câncer.

 


A notícia da morte de Cynthia foi publicada por Julian Lennon, filho do casal. O músico postou em seu perfil oficial no Facebook uma imagem da mãe, a mensagem "You Are So Beautiful...." (você é tão linda, em tradução) e um link para um memorial com vídeos e fotos de Cynthia.

 


Cynthia Lennon se casou com o ex-Beatle em 1962. O casal se divorciou seis anos depois, em 1968.

 

 

 

Memorial a Cynthia Lennon, primeira esposa de John Lennon, publicado pelo filho Julian Lennon.






01/04/2015 08:35

A japonesa Misao Okawa, a pessoa mais velha do mundo, morreu na terça-feira aos 117 anos, em um asilo onde vivia. Okawa faleceu menos de um mês depois de ter feito aniversário.

 


De acordo com a emissora americana "NBC News", a enfermeira que cuidava da Misao Osaka disse que a japonesa morreu de causas naturais e que ela passou a comer menos nos últimos dias, além de mostrar preocupação com seu estado. Apesar da idade avançada, ela parecia estar em boa forma e era vaidosa.

 


Mãe de três filhos, avó de quatro netos e com seis bisnetos, Misao faleceu tendo ao lado sua família, incluindo o filho mais velho, de 92 anos, e um bisneto de 2 anos.

 


Nascida na cidade de Osaka, no oeste do Japão, em 5 de março de 1898, Misao se tornou a mulher mais velha do mundo em fevereiro de 2013, quando tinha 114 anos. Ela sucedeu outra japonesa, que tinha 115 anos. Perguntada uma vez qual o segredo da longevidade, a japonesa disse que não sabia.

 


O homem mais velho do mundo é Sakari Momoi, um japonês de 112 anos, que nasceu no dia 5 de fevereiro de 1903.





   1 2 3 4 5 Próxima página Última página 
  • Para receber notícias basta digitar seu e-mail


www.camacarinoticias.com.br     -     © Todos os direitos Reservados        -
Click5 - Marketing e Soluções Interativas